O que é lead e por que os advogados precisam saber

O que é lead e por que os advogados precisam saber

Saber o que é lead e como gerá-los para o seu escritório de advocacia é extremamente importante se você quer converter visitantes do site em clientes reais.

Mas se você ainda não sabe o que isso significa e a relevância desse conceito para as estratégias de Marketing de Conteúdo Jurídico, fique tranquilo. A seguir, você irá aprender o que é lead e como o seu escritório pode ter bons resultados utilizando-os da forma correta. Confira!

O que é lead?

Termo em inglês muito utilizado no marketing digital, essencialmente, um lead é um potencial consumidor de um produto ou serviço que tenha demonstrado interesse em uma marca ou empresa.

Trazendo o conceito de lead especificamente para o marketing jurídico, pode-se dizer que lead é um cliente em potencial do escritório de advocacia que tenha demonstrado vontade de se aproximar do escritório, seja para consumir mais informações publicadas no blog jurídico ou, ainda, para conhecer melhor os serviços oferecidos.

Esse interesse é demonstrado quando o lead solicita, diretamente, receber mais informações relacionadas ao site ou serviços do escritório e, para isso, autoriza o envio dessas informações em seu e-mail ou telefone.

O lead ainda pode demonstrar interesse ao assinar a newsletter, baixar materiais ricos (como e-books, por exemplo), interagir com as redes sociais do escritório ou mesmo ao contatar via telefone ou aplicativos de comunicação.

O importante é que aquele potencial cliente tenha se interessado pelo escritório, abrindo um canal de aproximação, ou seja, agora ele é um lead e deixou um contato pessoal por meio do qual o escritório de advocacia pode se comunicar diretamente com ele.

Qual é a diferença entre leads e visitantes do site?

Na busca por um lugar ao sol – ou um lugar na internet –, os escritórios de advocacia já estão atentos para a necessidade de criar seus sites.

Então, acertadamente, o escritório decide investir em um site que seja moderno, atrativo, com excelente programação e design. Investe em produção de conteúdo e até em anúncios para atrair muitos visitantes todos os meses. Excelente!

A estratégia funciona e o escritório de advocacia perceberá um real aumento de tráfego em seu blog jurídico, saindo de dezenas para centenas ou até milhares de acessos mensais.

Mas quem são esses visitantes? Quais temas foram mais relevantes para eles? São as mesmas pessoas que estão voltando toda semana para consumir novos conteúdos? Quais delas estão interessadas em contratar os serviços do escritório?

Se for observar apenas o registro do número de visitantes, essas informações – tão valiosas – ficarão perdidas.

É aí que entra a necessidade de transformar os visitantes em leads. E, sim, seu escritório de advocacia pode e deve gerar leads.

O que é lead

Como um visitante se torna um lead?

Como já foi citado, um visitante se transforma em lead quando demonstra interesse de se aproximar do escritório e abrir um canal de comunicação, seja para se manter informado sobre determinado assunto ou mesmo para conhecer melhor os serviços oferecidos.

Por isso, é necessário oferecer aos visitantes do seu site algumas ferramentas que facilitem essa demonstração de interesse, pelas quais ele pode deixar seu e-mail e outras informações em troca de materiais que interessem a ele.

Ele pode deixar o e-mail, por exemplo, para receber a newsletter do escritório ou para baixar um material rico (como um infográfico, por exemplo). Pode ser, até mesmo, um simples botão, no qual ele informará seu e-mail no intuito de ser avisado quando serão postados novos textos no blog. As alternativas são diversas.

O importante é criar conteúdos realmente úteis e atrativos, para cativar o visitante a ponto de ele querer deixar um contato pessoal e abrir esse canal de aproximação.

Como gerar leads qualificados para o escritório de advocacia

Vale ressaltar o seguinte: nem todo lead é um bom lead. Afinal, nem todos têm potencial para se tornarem, efetivamente, clientes.

É necessário avaliar quais leads estão mais engajados e que possam estar realmente considerando contratar os serviços do escritório, ou seja, quais deles já estão “maduros” o bastante para receberem um contato mais direto e personalizado do escritório de advocacia, com o intuito de fechamento do contrato.

Ter consciência de quem são esses leads qualificados é essencial para que o escritório (ou seu time de marketing) possa definir estratégias mais certeiras e que tragam melhores resultados na conversão do lead em cliente.

Mas tenha em mente que um lead só se tornará qualificado por sua própria vontade, ou seja, jamais pense em comprar lista de e-mails ou utilizar e-mails de contatos que não solicitaram determinado tipo de material. Além de ser antiético (art. 3º, §2º, do Prov. nº 94/2000), ao invés de criar valor ao prospecto, você irá desvalorizar o nome do seu escritório, enchendo de “spam” a caixa de entrada dessas pessoas.

Em resumo, o lead qualificado é o resultado do investimento feito pelo escritório em conteúdos de qualidade, que sejam atrativos e úteis ao seu público-alvo, a ponto de ele se sentir interessado, ver valor no trabalho do escritório, considerar a contratação e, finalmente, fechar o contrato.

Veja, assim, como é importante ter um site recheado de conteúdo atrativo e cativante que, além de atrair visitantes, ofereça ferramentas para convertê-los em leads e, com o conteúdo certo, conquistar leads qualificados, aptos a se tornarem clientes reais.

Ainda há muito para saber sobre gerar leads e sobre o caminho que ele percorre, desde a transformação de visitante em lead, passando pela conversão em cliente e, finalmente, de cliente a divulgador do seu escritório de advocacia.

Por isso, continue acompanhando nosso blog!

Deixe uma resposta