SEO: por que é importante para os escritórios de advocacia?

SEO: por que é importante para os escritórios de advocacia?

O SEO (Search Engine Optimization) precisa ser conhecido e ter suas técnicas dominadas pelos advogados e escritórios de advocacia que pretendem marcar uma forte presença na internet.

Se você não tem a menor ideia o que é SEO, segue um exemplo simples para ajudá-lo a entender o que essa sigla quer dizer: sabe aquele momento que você precisa tirar uma dúvida, fazer uma pesquisa ou encontrar um produto e, para isso, abre o Google e digita o que você quer?

Já percebeu que aquilo que você procura está logo na primeira página de resultados e, normalmente, entre as primeiras posições?

Não se trata de mágica e o Google e outros buscadores não estão lendo seus pensamentos (por enquanto).

Isso só é possível porque os sites de busca possuem algoritmos que filtram os resultados para que você receba respostas cada vez mais relevantes para suas pesquisas.

Logo, se você possui um site e quer que ele apareça entre as primeiras posições nas pesquisas, você precisa saber o que é SEO.

O que é SEO

SEO é a sigla para a expressão “Search Engine Optimization” (Otimização para Mecanismos de Busca) e representa uma série de técnicas aplicadas com o objetivo de atrair mais visitantes para o site e seus conteúdos, de forma orgânica (sem anúncios), por meio de sites de busca como o Google, Yahoo e Bing, por exemplo.

Ao aplicar as técnicas de SEO, seu site será encontrado pelos buscadores e, com as estratégias corretas, a posição da sua página poderá alcançar o topo nos resultados de busca.

A consequência disso é, naturalmente, um maior número de visitantes em seu site, o que também significa um provável aumento no número de leads e futuros clientes.

Além disso, quanto maior for o número de visitantes que passam a consumir e a interagir com seu conteúdo, mais relevância seu site terá para os buscadores.

Por outro lado, deixar de conhecer e aplicar as técnicas de SEO pode colocar seu site totalmente fora dos resultados de pesquisas, ou seja, longe de qualquer prospecto. Por isso, é essencial conhecer as boas práticas de SEO.

As 3 principais práticas de SEO

É possível dividirmos as práticas de SEO em três principais partes: SEO on page, SEO off page e SEO on site.

Sem entrarmos em detalhes aprofundados, uma vez que o objetivo deste texto é trazer os conceitos introdutórios de SEO, vamos visualizar quais estratégias podem ser aplicadas em cada uma:

SEO on page

Nessa prática, o foco é direcionado para o conteúdo do site, como ele pode ser encontrado mais facilmente e, também, ser identificado como relevante para quem pesquisa. A otimização se volta para:

  • Palavras-chave;
  • Qualidade do conteúdo;
  • Links internos;
  • Título e descrição;
  • Entre outros.

SEO off page

As técnicas utilizadas nessa prática se direcionam aos fatores que podem gerar visualização para o seu site, mas que se encontram fora dele, como, por exemplo, quando sua página é citada no conteúdo de outros sites.

Nesse sentido, podem ser aplicadas estratégias de:

  • Link building;
  • Menções da marca;
  • Engajamento de fãs nas redes sociais;
  • Avaliações positivas de usuários no Google;
  • Presença no Google Maps;
  • Entre outros.

SEO on site

Aqui é a parte das estratégias mais técnicas de SEO. Elas são voltadas para otimização do site, sendo que podem ser analisados:

  • Experiência do usuário;
  • Tempo de carregamento do site;
  • Qualidade HTML;
  • Segurança do site;
  • Site responsivo e otimizado para dispositivos móveis;
  • Entre outros.

SEO e os Escritórios de Advocacia

Escritórios de advocacia precisam entender e aplicar técnicas de SEO

Se seu escritório de advocacia possui um site, é essencial conhecer e executar as estratégias de SEO para garantir que sua página e seu conteúdo sejam encontrados e visitados.

Afinal, de nada adianta investir na construção de seu site jurídico ou na produção de conteúdo de qualidade se tudo isso não puder ser encontrado por seus prospectos.

A lista do que não fazer no marketing jurídico já é bastante extensa em razão das limitações próprias da advocacia, como aquelas dispostas no Código de Ética e no Provimento nº 94/2000. Por isso, é importante conhecer tudo o que é permitido (como o SEO) e aplicar de forma precisa.

Com isso, quando essas táticas são aplicadas corretamente, permitindo que seu site se posicione entre os primeiros nos buscadores, seu escritório de advocacia receberá mais destaque, terá maior visibilidade na rede, um maior número de visitantes e prospectos, além de aumento no faturamento.

Aqui vale ressaltar que implantar técnicas de SEO em um site demanda dedicação e tempo, e os resultados tendem a aparecer depois de alguns meses. Mas a boa notícia é que, uma vez otimizado – e com o acompanhamento adequado –, é como se o seu site trabalhasse por conta, sempre atraindo mais prospectos para visitarem a página do seu escritório de advocacia.

Caso você sinta que não terá tempo de estudar toda a estrutura de SEO e aplicá-la em seu site, busque profissionais que possam lhe prestar esse serviço, mas jamais deixe de lado essa indispensável técnica de Marketing Digital.

E, claro, se você quer se aprofundar nas melhores e mais atuais técnicas de SEO para aplicar em seu site jurídico, continue acompanhando o nosso blog e redes sociais. Iremos trazer materiais incríveis que vão ensinar tudo o que você precisa saber para se posicionar com destaque na internet.

1 comentário em “SEO: por que é importante para os escritórios de advocacia?”

  1. Muito bom, excelentes colocações!

    Além dos aspectos abordados, uma coisa muito importante em termos de “SEO on site” que tenho observado nos sites dos colegas que a maioria ignora, são as imagens, o ideal é que toda postagem tenha imagens e que essas imagens estejam otimizadas.

    De forma resumida, a imagem deve ser compacta, usar formatos de última geração, por exemplo: JPEG 2000, JPEG XR e WebP.

    Além disso, deve ser levado em consideração, os atributos, ALT e TITLE, manter blocos de texto relacionados à imagem próximos dela, como recomenda o Matt Cutts.

    Nem só isso, o nome da imagem também é muito importante, por exemplo: Ao invés de salvar a imagem como DSC358297.WebP, se eu sou um advogado de família, posso salvar a imagem como advogado-de-divorcio.WebP.

    Enfim, o tema é tão importante que merece um texto só para ele.

Deixe uma resposta